Ultimos posts


http://s2.glbimg.com/XOs2w6Fi8Ls_MFUGEFFjaLD8MUg=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2013/04/26/chinesreciclagem1.jpg

A reciclagem faz com que a quantidade de lixo em aterros sanitários diminua, aumentando o tempo de uso destes locais.

Os brasileiros jogam no lixo cerca de R$ 4,6 milhões, por ano, em produtos que poderiam ser reaproveitados e reciclados.

Vamos falar de alguns materias mais usados na reciclagem e que causa grandes danos ao meio ambiente.

Plástico

A reciclagem de uma tonelada de plástico economiza 130 kg de petróleo. E a reciclagem de 1 tonelada de papel salva 40 árvores adultas da derrubada. isso acontece porque os plásticos são derivados do petróleo, recurso natural não renovável com previsão de esgotamento dentro de 40 anos. 100 toneladas de plástico reciclado evita a extração de 1 tonelada de petróleo.

No Brasil, cada habitante descarta 25 quilos de plástico por ano, cinco vezes menos que os americanos, um dos maiores consumidores do mundo.

Papel

Uma tonelada de papel reciclado economiza 2,5 barris de petróleo usados em sua fabricação. Para fabricar uma tonelada de papel, utilizam-se 100 mil litros de água e 5 mil kW de energia elétrica. Com a reciclagem, esses números caem para 2 mil e 2,5 mil, respectivamente.

A cada 28 toneladas de papel reciclado, evita-se o corte de 1 hectare de floresta.
A reciclagem de 1 tonelada de jornais evita a emissão de 2,5 toneladas de dióxido de carbono na atmosfera.

Alumínio

Uma lata de alumínio pode ser reciclada infinitas vezes sem perder suas características originais. A reciclagem de uma única lata de refrigerante representa uma economia de energia equivalente a 3 horas com a televisão ligada.
Uma lata pode resistir cem anos à ação do tempo.  Uma tonelada de latinhas de alumínio, se recicladas, economizam 200m³ de aterros sanitários.
O reaproveitamento de lata rende US$ 30 milhões por ano. Reciclar uma tonelada de alumínio gasta 95% menos energia do que fabrica a mesma quantidade. Uma tonelada de alumínio usado reciclado representa cinco de minério extraído poupado.

Há muitas famílias que tem no recolhimento de latas de aluminio o seu sustento.

Vidro

O vidro é 100% reciclável, ou seja, 1 kg de vidro reciclado produz 1 kg de vidro novo. O vidro não pode ser degradado facilmente, então não deve ser despejado no solo. Para a produção do vidro são necessários vários recursos naturais: areia, barrilha, calcário, carbonato de sódio, cal, dolomita e feldspato, sendo este último extremamente raro. Uma tonelada de vidro reciclado evita a extração de 1,3 tonelada de areia, economiza 22% no consumo de barrilha (material importado) e 50% no consumo de água.

Uma garrafa de vidro demora 5 mil anos para se decompor. Para cada garrafa de vidro reciclada é economizado energia elétrica suficiente para acender uma lâmpada de 100 watts durante quatro horas.
A reciclagem de 10.853 toneladas de vidro preserva 12 mil toneladas de areia.

Pilhas e baterias

Pilhas e baterias são lixo de extremo perigo, pois possuem ácidos e metais tóxicos. Quando vão para os lixões, infiltram-se na terra, contaminando os lençóis freáticos. Por isso, este material, após utilização, deve ser mandado de volta para o fabricante.

A importância de saber para onde vai cada material que compõe o seu lixo do dia a dia faz com que a conscientização aumente para dar melhor destino a ele.

Adote a reciclagem de materiais. É importante para a qualidade de vida e para o futuro do planeta!
Dylan quis levar ao baile alguém que vai amar para sempre

Para um adolescente, ainda mais fora do Brasil, um dos momentos mais importantes  é o baile de formatura. E há histórias envolvendo esse momento que me comovem.

A notícia de um problema de saúde na família sempre muda com o ânimo e lidar da melhor maneira possível é necessário para uma boa qualidade de vida.  Porém, Kerry, diagnosticada com um tumor na cabeça que não lhe dará mais do que dois anos de vida, ganhou um presente que ne mesmo ela esperava.

Dylan convidou a sua mãe, Kerry, a acompanha-lo no seu baile de formatura.

Kerry e Dylan fazem careta em foto descontraída

A melhor parte da noite foi quando o DJ esvaziou a pista de dança para deixar Dylan e Kerry compartilharem um momento especial. Eles dançaram juntos a música "The dance", de Garth Brooks.

Uma linda história de amor entre filho e mãe <3



Não tive o carro roubado. Porém, uma dúvida que muitos tem é se precisa pagar o carro roubado quando ele foi parcelado.

A juíza de Direito Márcia Cunha Silva Araújo de Carvalho, titular da 2ª vara Empresarial do RJ, decidiu que os consumidores que tiverem seus automóveis roubados, furtados ou devolvidos amigavelmente e possuírem contratos de financiamento na forma de leasing não precisarão mais continuar pagando suas prestações. A ação foi ajuizada pela Comissão de Defesa do Consumidor da Alerj.

A explicação é que no contrato de leasing, o carro é comprado pela instituição financeira, que o "aluga" para o consumidor. Assim, o cliente pode usar o veículo enquanto paga as parcelas uma espécie de aluguel. O veículo fica no nome da empresa de leasing até o fim das prestações. Só após pagar todas as parcelas, o consumidor passa a ser dono do carro.

A Justiça considerou que, já que o banco é o real proprietário do veículo enquanto o consumidor paga as prestações do leasing, é a própria instituição financeira quem deve arcar com o prejuízo caso o carro seja roubado.

Vi aqui

   http://www.dicasdemulher.com.br/wp-content/uploads/2016/04/h1n1.jpg

A melhor forma de enfrentar qualquer uma das doenças que afetam o Brasil neste momento (H1N1, dengue, Zika, Chikungunya) é estar com a imunidade alta. Para isso, todos sabemos o que é preciso: dormir bem, alimentar-se bem, evitar o estresse e fazer atividades físicas regularmente.

Considerando essas recomendações básicas, vamos, ainda, saber o que podemos fazer para evitar o vírus H1N1 e nos prevenir dele.

Com a proximidade do frio, o vírus se aproveita dos ambientes poucos ventilados para se multiplicar. O grande trânsito de pessoas pelos países que ainda estão no outono, como Canadá, Estados Unidos e países europeus, trouxe o vírus mais cedo para o Brasil, segundo hipótese levantada por especialistas.

Vacinas contra H1N1

As vacinas contra o vírus estão sendo dadas, mas muita gente tem medo de tomá-las por acreditarem que podem ter reações ou sofrerem dos sintomas da doença com possíveis complicações.

A forma mais eficaz de prevenção do H1N1 é a vacina. Ela não é 100% eficaz, mas protege, sobretudo, o "grupo de risco", formado por crianças, idosos, grávidas e pessoas com doenças crônicas, que pode desenvolver sintomas mais graves, como falta de ar.

A campanha de vacinação começou em todo o Brasil no dia 30 de abril. Procure um posto de saúde próximo à sua casa se quiser tomar a vacina.

Sintomas do H1N1

Os sintomas mais comuns da gripe provocada pelo H1N1, um tipo do vírus Influenza, são: tosse, febre alta, dores no corpo, vômito, diarreia, dor de garganta, coriza e nariz entupido.

Os sintomas da gripe comum e da provocada pelo H1N1 são muito parecidos, por isso, em caso de suspeita, procure um médico para que ele possa fazer o diagnóstico correto.

Prevenção do H1N1

O Ministério da Saúde recomenda evitar locais com aglomeração de pessoas, pois isso reduz o risco de contrair a doença.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que a principal forma de transmissão não é pelo ar, mas sim pelo contato com superfícies contaminadas. Por isso, o uso de máscaras não evita o contágio, a não ser para quem já está doente, para não transmitir o vírus à outras pessoas.

Outras medidas preventivas são:

1. fazer frequente higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel a 71%. Quando lavar as mãos, retire acessórios como anéis, pulseiras, relógio, pois eles acumulam microrganismos;
2. abra a torneira e molhe as mãos, evitando encostar-se na pia;
3. enxágue as mãos, retirando os resíduos de sabonete;
4. evite contato direto das mãos ensaboadas com a torneira;
5. seque mãos e punhos com papel-toalha descartável;
6. no caso de torneiras com contato manual para fechamento, sempre utilize papel-toalha para fechá-la;
7. use lenço descartável para higiene nasal;
8. cubra nariz e boca ao espirrar ou tossir;
9. evite tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
10. higienize (lavar) as mãos após tossir ou espirrar; evite aglomerações;
11. não divida objetos de uso pessoal, como toalhas de banho, talheres e copos;
12. evite tocar superfícies do tipo maçanetas, interruptores de luz, chave, caneta, torneira, entre outros;
13. descarte luvas ou outros equipamentos de proteção individual contaminados ou tocados por mãos contaminadas;
14. não circule dentro de hospital usando os equipamentos de proteção individual, que devem ser imediatamente removidos e descartados após a saída do quarto, enfermaria ou área de isolamento.
http://meexplica.com/wp-content/uploads/2015/07/uber.jpg

Na minha cidade não tem UBER. Porém, passei quase um mês no Rio de Janeiro, que tem UBER e digo para vocês: foi uma grande descoberta.

Eu conheci o UBER como milhares de brasileiros conheceram, após protesto de taxistas. Na primeira oportunidade que eu tive, chegando no Rio de Janeiro, usei. E tenho a impressão que usarei para sempre.

Nunca tive grandes problemas com taxistas. Eles sempre foram atenciosos e simpáticos comigo. Porém, para o local que fui e que as viagens não eram longas, começar com R$5,90 no taxímetro pesa no orçamento da viagem. E no UBER não tem isso. As viagens são mais baratas. Por exemplo: em Abril do ano passado, fui para o aeroporto de taxi e paguei R$ 77,00. Nesse ano, sai do mesmo lugar, de UBER e paguei R$ 51,00.

Tem uma promoção bacana para quem quiser começar a usar o UBER. Clique aqui, se inscreva e ganhe uma viagem até R$ 20,00 gratuita. Ou então use o código "6dm464c1ue" para se cadastrar. Aproveite!