Guia da depilação. Xô pêlo, xô

Por | 14:53 Comente


Depilar é imprescindível para as mulheres, afinal, ninguém quer ser pega desprevenida. No verão, então, a necessidade é muito maior. Imagine você sendo convidada para ir à praia quando descobre que a depilação está com o prazo de validade vencido? A Operação Verão VII chega para salvá-la deste mico e ajudá-la a escolher o melhor método de depilação para a sua pele. 
 
Antes, porém, vamos ensinar os cuidados necessários com a pele antes e depois da depilação para evitar alergias, manchas, pêlos encravados e outros problemas que podem ocorrer. Antes, prepare a pele com uma sessão de esfoliação, que retira as células mortas e ajuda a abrir os poros e a desencravar os pêlos que possam estar encravados.

Depois da depilação são necessários alguns cuidados com a pele, que fica sensibilizada. "A pele depilada sofreu uma agressão e, por isso, precisa de alguns cuidados para não inflamar ou manchar. A assepsia, limpeza com produtos anti-sépticos, evita pontos de infecção. A hidratação, com produtos específicos pós-depilação, ajuda a recuperar a pele. Além disso, é importante evitar o tomar sol logo após a depilação porque pode manchar a pele. Se você não tem como evitar, use um protetor solar de FPS 30, pelo menos", ressalta o dermatologista Fernando Bezerra.

Sim, como todo procedimento que agride a pele, a depilação pode deixar manchas, tanto escuras quanto claras. "A ocorrência de manchas não está relacionada ao método de depilação, mas sim à reação do organismo. Se ocorrerem muitos pêlos encravados, eles podem gerar manchas, assim como as alergias. Uma queimadura, no caso da cera quente ou do laser, por exemplo, também pode deixar manchas. Para eliminar as manchas de pele pode-se lançar mão de cremes com ativos clareadores, peelings químicos e físicos, e outros protocolos a serem prescritos por seu dermatologista", explica o especialista.

Se os seus pêlos tendem a encravar, evite mexer para não infeccionar ou machucar a pele. Segundo Fernando, os pêlos encravam, principalmente, em função da constituição das pessoas e de traumas. "Geneticamente algumas pessoas e etnias têm mais predisposição a terem pêlos encravados, muitas vezes por terem pêlos mais grossos", explica. O ideal é, dois dias após a depilação, passar um esfoliante suave, que facilitará a saída dos pêlos conforme eles forem crescendo. Se mesmo assim eles insistirem em encravar, Fernando indica o uso de cremes e loções adstringentes, com o pH indicado para seu tipo de pele. "Em alguns casos, pode-se, também, fazer uso de antibióticos. Mas o ideal é que este tratamento tenha o acompanhamento de um especialista em pele", complementa.

Para tratar a pele após a depilação, utilize, no banho, sabonetes anti-sépticos. Loções e géis pós-depilatórios, com substâncias calmantes como azuleno, hamamélis e camomila, ajudam a acalmar a pele. Evite o uso de produtos com grandes concentrações de álcool na fórmula, que irrita e resseca a pele, e de cremes e pomadas muito cremosas, que podem obstruir os poros. Evite também usar calcinhas e calças apertadas porque a pele precisa respirar.

Confira agora as vantagens e as desvantagens dos métodos de depilação existentes e escolha o seu!

Lâmina: sabe quando surge um compromisso de última hora e você precisa se depilar em minutos? A lâmina é a salvadora da pátria nestas horas. Uma porque todo mundo tem uma em casa e outra porque ela é muito fácil e rápida de usar, além de ser indolor. As desvantagens da lâmina são duas: ela oferece um grande risco de encravamento dos pêlos e a depilação é de curto prazo, já que um ou dois dias depois os pêlos começam a apontar.

Dicas de uso: nunca passe a lâmina diretamente na pele. Use espumas ou géis específicos, que facilitam a depilação e protegem a pele. Além disso, procure passar a lâmina sempre no sentido dos fios, para diminuir as chances de encravar os pêlos.

Se você evita depilar com lâmina porque acredita que ela engrossa os pêlos, anime-se. Segundo Fernando, nenhum método é capaz de engrossar os fios. "Não existe nenhum método de extração e redução de pêlos que torne os fios mais grossos. As pessoas têm esta sensação pelo fato de que os pêlos que nascem em função da redução geral dos pêlos parecem mais grossos e mais fortes, mas isto realmente não acontece. As pessoas nascem com uma predisposição genética a ter pêlos mais grossos ou mais finos", explica o especialista.

Laser: já imaginou que maravilha uma depilação que retira os pêlos para sempre? O sonho de consumo de 10 entre 10 mulheres é caro, mas existe! Trata-se da depilação a laser. O método funciona com emissão de uma luz amplificada de alta freqüência, o laser, que destrói a base do pêlo, o bulbo piloso. Por destruir o pêlo desde a base, a raiz, é conhecida como uma depilação definitiva. "O curioso é que o laser "procura" a cor negra, que serve como "condutor" da potência, por isto o raio consegue chegar até a base do pêlo. Por conta disto, sua aplicação não é eficiente em pêlos brancos. Ele também deve ser aplicado com cuidado em pessoas negras e de pele escura, que podem ficar manchadas depois das aplicações", explica o dermatologista Fernando Bezerra.

Segundo o especialista, já na primeira aplicação a redução de pêlos é bem significativa, mas os melhores resultados são obtidos depois da terceira aplicação. "Na realidade, não se pode falar em eliminação definitiva de todos os pêlos, pois a natureza é sábia e nosso organismo está constantemente procurando se regenerar. Isso significa que, com o tempo, podem surgir, aqui e acolá, alguns novos pêlos, mas bem mais fracos e fáceis de eliminar, e que vão se reduzindo mais e mais com o tratamento", adverte o especialista.

O método é um pouco dolorido, mas se pensarmos nas inúmeras sessões de depilação com ceras e afins que economizaremos pelos restos de nossas vidas, vale a pena. A depilação a laser não tem contra-indicações. Somente em peles mais escuras deve ser aplicada com cautela. "Um bom dermatologista, com conhecimentos do assunto e prática em aplicação de laser, pode estabelecer um protocolo de aplicação que não ofereça riscos de manchas", ressalta Fernando.

O custo varia em função da área e do tipo de pêlo, o que determina o número de sessões. O tratamento completo para o buço, por exemplo, pode custar entre R$ 500 e R$ 800, para a virilha, entre R$ 800 e R$ 1.200, considerando quatro ou cinco sessões.

A depilação a laser exige também uma certa preparação. "A pessoa deve deixar de se depilar pelo menos uma semana antes do procedimento, de maneira a deixar os pêlos curtos, porém aparentes. Em peles mais morenas, recomenda-se o uso de cremes clareadores para reduzir a possibilidade de manchas. E depois da depilação é muito importante proteger a pele contra o sol, com o uso de um protetor solar", ensina Fernando Bezerra.

Cera: a depilação com cera é uma das preferidas das brasileiras porque, como arranca os pêlos pela raiz, dura mais que outros métodos. Existem, basicamente, dois tipos de cera, a quente e a fria. Ambos são processos doloridos, mas a cera quente sai ganhando neste quesito porque a alta temperatura dilata os poros, facilitando a saída dos pêlos. São indicados para qualquer região do corpo e a depilação dura, em média, 30 dias, quando precisa ser refeita.

Para ser eficiente, os pêlos devem estar com pelo menos 0,5 cm de comprimento. Após a depilação com cera, a pele costuma ficar vermelha e irritada. Se você perceber que sua pele sofreu um pouco com a agressão, Fernando Bezerra recomenda compressas geladas de chá de camomila, que acalmam e refrescam, diminuindo o ardor, a irritação e o vermelhidão. A depilação com cera também pode encravar os pêlos e, por causa do atrito na pele, provocar manchas. O uso no rosto é desaconselhado por especialistas, principalmente na sobrancelha, onde a pele é muito fina.

Uma das questões que envolvem este método é a reutilização da cera quente. Segundo Fernando Bezerra, a reutilização é perigosa para a saúde porque o material orgânico da utilização posterior pode sofrer processos de cultura de microorganismos e, com isso, contaminar a pessoa que reutilizará a cera. 

Luvas depilatórias: é um método um pouco agressivo, indicado apenas para as pernas e os braços. Trata-se de uma luva com uma lixa fina aplicada. Não deve ser utilizada em peles bronzeadas e deve ser aplicada suavemente, para evitar lesões.

Pinça: toda mulher prevenida deveria andar com uma pinça na bolsa. Perfeitas para fazer as sobrancelhas e para retirar os pêlos restantes após uma sessão de depilação com cera, as pinças retiram os pêlos sem danificar a pele porque têm uma ação localizada. Não são recomendadas para áreas grandes do corpo porque exigem que os pêlos sejam removidos um a um.

Cremes depilatórios: estes produtos possuem agentes químicos que dissolvem a haste do pêlo, que nasce um ou dois dias depois. São indicados para diversas partes do coro e do rosto, desde que distantes de mucosas. É um método indolor, prático e rápido, mas deve ser aplicado com cautela porque pode sensibilizar a pele. Antes de aplicar, é essencial ler a bula do produto e fazer o teste de sensibilidade.

Aparelhos elétricos: com discos rotativos que arrancam os fios desde a raiz, os aparelhos elétricos têm se popularizado cada vez mais porque, apesar de ser um método bem dolorido, são fáceis de utilizar. Existem também as versões que apenas cortam os pêlos superficialmente, os chamados aparelhos de barbear, mas eles não são tão populares entre as mulheres. Ambos são indicados para qualquer área do corpo. Normalmente, quando utilizado o aparelho com discos rotativos, uma sessão a cada 20 dias é suficiente para manter a pele depilada.

Eletrólise: trata-se da destruição do pêlo pela eletrocirurgia. "Podemos dizer que, de certa forma, é um método precursor da tecnologia de depilação a laser. É um método mais doloroso e demorado, pois deve ser feito pêlo a pêlo, sendo especialmente indicado para pêlos brancos", explica Fernando. É feito com uma agulha fina, que é inserida dentro do folículo piloso. Em seguida, uma corrente elétrica danifica o a raiz do pêlo. É indicado para áreas pequenas, como rosto e virilha.


Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!