Bonitinha, mas ordinária

Por | 11:29 Comente


André Nicolau

Prestes a estrear no cinema como a protagonista de "Bonitinha mas ordinária" , Letícia Colin ganhou o papel que Lucélia Santos fez na segunda versão. A primeira versão foi em 1963, com Odette Lara.

A versão que fez certo sucesso no inicio dos anos 80, Bonitinha mas Ordinária ou Otto Lara Resende é um filme brasileiro lançado em 26 de janeiro de 1981, baseado na peça homônima de Nelson Rodrigues. 


Edgard é um rapaz de Minas Gerais de origem bastante humilde, fato esse que o constrange. Procurado por Peixoto, genro do milionário Werneck, dono da firma onde Edgard é contínuo, ele recebe a proposta de se casar com Maria Cecília, filha de Werneck, de 17 anos que fora currada por cinco negros. Pelo dinheiro, Edgard aceita, mas tem dúvidas por gostar de Ritinha, sua vizinha. Já com o casamento acertado, Edgard e Ritinha vão despedir-se num cemitério, onde ela conta o que faz para conseguir sustentar a mãe louca e as três irmãs. Toda a trama gira em torno das hesitações de Edgard, até sua escolha final.

Pelo que andei lendo pela Web de alguns blogs de especilistas do assunto, vem aí uma versão bem diferente da segunda versão com a Lucélia Santos. Principalmente em relação ao nú gratuito, para chamar a atenção do público.

Será que Nelson Rodrigues se revirará no caixão?


DICA DO BLOG: Veja o livro Bonitinha, mas ordinária.



Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!