Perguntas e respostas sobre óculos de sol

Por | 08:50 Comente


Assim como a pele, os olhos também merecem mais cuidados no verão. Nesta época do ano, principalmente em países tropicais como o Brasil, a incidência de radiação ultravioleta é maior.

Nos dias ensolarados, usar óculos com filtro especial contra os raios deve estar no topo de suas prioridades. Quem se expõe ao sol sem proteção tende a sofrer com doenças como a catarata e a degeneração macular. É imprescindível que as lentes dos óculos de sol tenham filtro contra a radiação. Ou eles até farão mal. Ao usar lentes escuras, as pupilas e as pálpebras se abrem, porque a luminosidade diminui e isso aumenta a penetração dos raios nocivos.

Por isso, nada melhor para proteger os olhos do que óculos de sol. Mas atenção: modelos falsificados ou com lentes de baixa qualidade podem ser nocivos e acabar piorando a agressão.

Devemos usá-los todos os dias?
Quem trabalha na rua ou vai passar muitas horas ao ar livre não pode abrir mão do acessório. Já as pessoas que costumam ficar em ambientes fechados não expõem seus olhos ao perigo com tanta frequência e intensidade. Mesmo assim, não custa lançar mão do seu par enquanto estiver se deslocando de um lugar a outro.

Os óculos são válidos mesmo nos dias nublados?
"Sim!", responde enfático o oftalmologista Renato Neves. "Da mesma maneira que a pele pode ficar bronzeada quando o céu está encoberto, os olhos também recebem a parcela da radiação que atravessa as nuvens", compara.

Dá para confiar no selinho que indica que as lentes têm proteção?
A olho nu não tem outro jeito, pois não dá para diferenciar os óculos protegidos de outros sem proteção. Mas existe uma máquina chamada fotômetro que mede a quantidade exata de radiação bloqueada pela lente. O aparelho está disponível em consultórios médicos e nas boas óticas do país.

Lentes cor-de-rosa, azuis... Elas também protegem?
O que conta mesmo é a presença daquela substância que bloqueia os raios ultravioleta, o que independe da cor das lentes. O fato de o tom ser mais escuro ou mais claro pouco importa nesse caso. O que alguns especialistas afirmam é que tonalidades capazes de distorcer demais as cores do mundo real acabam irritando os usuários. Mas essa é outra história.

As lentes bem escuras são as mais indicadas?
Mais uma vez, o que importa é se os óculos são ou não são protegidos contra a radiação solar. Lentes escuras são mais confortáveis para indivíduos com fotofobia, ou seja, que não suportam claridade. Não quer dizer que, sem filtro, protejam seus olhos dos efeitos cumulativos dos raios. Ao contrário.

Os óculos que escurecem conforme a intensidade de luz são confiáveis?
Qualquer tipo de lente, mesmo aquelas transparentes de grau ou as de contato, pode receber o tratamento anti-UV. Os modelos fotossensíveis, que mudam de tom conforme a claridade, não são exceção. E, com o devido filtro, podem ser uma boa para quem não gosta de ficar trocando de acessório.

Aqueles óculos com lentes amarelas, vendidos a quem vai dirigir à noite, protegem os olhos do sol?
A lente, seja ela qual for, é boa quando bloqueia pelo menos 99% dos raios solares nocivos. As amarelas e as marrons são, de fato, especialmente indicadas para quem vai dirigir. "São cores que neutralizam os tons do asfalto e da neblina", justifica Renato Neves.

As crianças também precisam usar óculos de sol?
"Com certeza!", responde Marcelo Martins Ferrero Júnior. "Não existe uma idade mínima para o uso do acessório. Assim que o pequeno começar a se expor ao sol já é hora de ganhar o seu par", acrescenta. "Mas é preciso ter bom senso", rebate o oftalmologista Élcio Sato. "Se a garotada só ficar sob o sol nos horários considerados seguros - até 10 da manhã e depois das 4 da tarde -, não há tanta necessidade, muito menos se estiver usando um chapéu ou um boné", comenta.

Afinal, o que deve ser levado em consideração na hora de escolher o modelo? 

A proteção contra a radiação solar é obrigatória. Além disso, é importante que as lentes sejam de marca confiável. "Do contrário, independentemente da cor, elas podem distorcer a visão, causando dores de cabeça", alerta Élcio Sato. Outra dica é procurar na peça o selo da Abiótica - Associação Brasileira de Produtos e Equipamentos Ópticos -, que garante a procedência dos óculos. E, para evitar problemas no futuro, compre o seu par numa loja conhecida. "Dessa maneira, é possível reclamar de qualquer defeito", ensina Élcio Sato.

O que não pode faltar nos óculos de sol?

  • filtros contra raios ultravioletas (UVA e UVB)
  • certificação de que bloqueia a gama de radiação nociva
  • lentes com formato adequado para o sistema ótico do olho – para enxergar sem aberrações

A mais saudável é aquela lente que traz conforto, mas precisa de um controle de garantia, com um selo de qualidade, atestando que filtram as radiações UVA e UVB.



Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!