10 finais de novelas inesquecíveis

Por | 18:19



A novela "Joia Rara" chegou ao fim com um dos finais mais legais que eu vi nos últimos tempos. O tempo passa e a Pérola, menininha linda que roubou a cena com uma ótima atuação, se transforma em Glória Menezes e vira uma monge que luta pela paz mundial nos dias atuais.

Pensando em finais legais, segue abaixo o final de 10 novelas inesquecíveis, que foram bem legais também!




Amor à Vida (2013)

Pode um último capítulo redimir toda a trajetória de uma novela? Hum, difícil responder... Mas sem dúvida, os momentos finais de Amor à Vida, duramente criticada enquanto exibida por apresentar muitos temas polêmicos sem, talvez, aprofundá-los, fizeram o coração do brasileiro bater mais forte. De camarote, o Brasil assistiu a um amor, que cresceu de mansinho, se fortaleceu e até redimiu um vilão, ser coroado com o primeiro beijo gay de uma novela global. E mais do que isso: um pai, completamente assolado por sua culpa e erros, finalmente, entendendo que dessa vida nada se leva - ele estava debilitado e sem o amor de sua vida, a vilã Aline (Vanessa Giácomo) - , então por que perder tempo com preconceitos e orgulho? Na cena final mais bonita dos últimos anos em uma telenovela, um amor que nunca existiu, já que o pai renegava o filho, pela necessidade, floresceu. Félix (Mateus Solano) e César (Antonio Fagundes) deixaram uma valiosa lição.



Alma Gêmea (2005)

Revoltante! É uma das palavras mais ouvidas por alguns dos fãs sobre o final desta que é a novela das seis global mais assistida de todos os tempos! Para se ter uma ideia, o último capítulo atingiu a marca de 52 pontos de audiência, Amor à Vida, considerada uma novela bem-sucedida, deu 44. Mas por que tantos protestos? Ora, o casal de mocinhos, Serena (Priscila Fantin) e Rafael (Eduardo Moscovis), simplesmente, morre! E onde já se viu os protagonistas morrerem? Desde Romeu e Julieta nunca se viu tanta raiva. Porém a verdade é que os momentos finais da trama espiritualista emocionaram demais ou vai dizer que não brotou uma lágrima ao descobrir que o amor dos dois heróis sobreviveria por toda a eternidade? E, claro, a bruxa Cristina (Flavia Alessandra), que foi uma peste durante toda a novela e vendeu a alma para o capeta, teve o desfecho merecido: foi capturada por Satanás.


Cheias de Charme (2012)

Qual a melhor forma de uma novela musical, carismática e colorida terminar? Lógico que com muita música, alegria e bom humor! Em Cheias de Charme, ufa, todo mundo se deu bem: Cida (Isabele Drummond) e Elano (Humberto Carrão) se casaram, Rosário (Leandra Leal) revelou sua gravidez para Inácio (Ricardo Tozzi) e Penha (Tais Araujo) acabou mesmo nos braços de Sandro (Marcos Palmeira). As Empreguetes voltaram a ser inseparáveis e continuaram sendo o grupo de maior sucesso do Brasil. Quanto a Chayene, a sensacional vilã de Claudia Abreu, acabou por perdoar Socorro (Titina Medeiros), sua 'personal curica', reatou o relacionamento midiático com Fabian, que na verdade tinha 44 anos e não 27, e, lógico, voltou ao lugar do qual nunca devia ter saído: do topo das paradas de sucesso com sua recém-iniciada carreira voltada ao público infantil. Arrasou, Chay. O amor venceu e a novela terminou com um show cheio de alto-astral com todo mundo reunido e cantando o hit máximo do folhetim, Ex Mai Love. Desde 2004, com Da Cor do Pecado, uma novela das 7 não conseguia tanta repercussão junto ao público. Fechou com média de 32 pontos de audiência.



Chocolate com Pimenta (2003)

A vingança vale a pena? Aninha (Mariana Ximenes), magoada por causa das humilhações que sofreu no passado, por um tempo, pensou que sim. E do alto de um penhasco até jurou infernizar a vida de todos os seus algozes... Mas no meio do caminho, por ironia do destino, descobriu que, na verdade, apenas amar e ser amado importa. Já cheia de bons sentimentos no coração e aliada ao sucesso da fórmula do chocolate com pimenta, a viuvinha salvou a fábrica, ficou com Danilo (Murilo Benício), sua grande paixão que não a queria apenas por seu dinheiro, e descobriu a verdadeira felicidade na forma de Tonico (Guilherme Vieira) e Carmem, seus filhos. Timóteo (Marcello Novaes) e Marcia (Drica Moraes) terminaram juntos, assim como Celina (Samara Felippo), a cabritinha, e Guilherme (Rodrigo Faro). A malvada Jezebel (Elizabeth Savalla), merecidamente, termina seus dias mofando na prisão. E, sim, mais uma vez, Walcyr Carrasco criou um final emocionante! A trama das seis é a segunda mais vista da história, só perde para outro sucesso do autor, Alma Gêmea. Tá pensando o quê? Ele é muito chique, bem!



Vale Tudo (1988)

Pode um país inteiro parar apenas para descobrir o autor de um crime? Se aconteceu em uma novela das 9, pode, sim, senhor! Em Vale Tudo, Odete Roitmann (Beatriz Segall), a malvadona da trama, é assassinada a 12 capítulos do fim. Durante os dias de espera, o Brasil agonizou por não saber a identidade do autor do feito... Que era, surpresa: Leila (Cássia Kiss)! Mas ela explicou que foi tudo por engano, na verdade, queria mesmo é destruir com a vida da outra coisa ruim da trama, Maria de Fátima (Gloria Pires), a amante de seu marido. Essa daí, aliás, se deu muito bem, rumou para a Europa e lá fez um casamento de fachada com um príncipe italiano. Ficou rica! Marco Aurélio (Reginaldo Faria), por sua vez, fugiu do país e em uma cena antológica mandou uma 'banana' para o Brasil. Solange (Lídia Brondi) e Afonso (Cassio Gabus) terminam juntos, assim como Ivan (Antonio Fagundes) e Raquel (Regina Duarte). Vale Tudo está para sempre no imaginário dos noveleiros, cerca de cinco milhões de pessoas pararam para ver o desfecho da trama de Gilberto Braga.



Senhora do Destino (2004)

Nazaré Tedesco (Renata Sorrah) foi daquelas vilãs que de tão carismáticas, acabam recebendo mais carinho do que pedras do público. Por isso, mesmo que seus crimes tenham sido imperdoáveis, sua morte foi sentida. Ao raptar a filha de Isabel (Carolina Dieckmann), a bandida, perseguida, se vê em um beco sem saída e na morte (ela se joga de uma ponte) encontra o consolo e o sossego que nunca teve durante toda a sua existência. Será? Em uma sequência é possível ver um vulto suspeito, o que sugere que a vilã poderia, sim, ter sobrevivido, algo que nunca foi admitido pelo autor. Em outros finais, a felicidade reinou para os bons e os maus, como o político Reginaldo (Eduardo Moscovis), receberam o castigo merecido. Maria do Carmo (Susana Vieira) termina feliz e ao lado de Giovanni Improta (José Wilker). Senhora do Destino é o maior sucesso das nove da década de 2000 e cravou 50 pontos de audiência na média geral.



Celebridade (2004)

O último capítulo de Celebridade conquistou 63 pontos de audiência, a maior marca desde Renascer, exibida 1993! E por que tanta gente na frente da TV? Óbvio, todo mundo queria saber quem matou Lineu (Hugo Carvana)! E, mais uma vez, o óbvio venceu e Laura Prudente da Costa (Claudia Abreu), a cachorra e grande vilã da trama, era a assassina. Humilhada pelo empresário, ela não viu solução e 'meteu bala' nele. Ela confessa o crime momentos antes de morrer ao lado de seu grande amor, Marcos (Marcio Garcia). Renato Mendes (Fábio Assunção), que por incrível que pareça era apaixonado por ela, é quem atira em ambos dando fim a suas vidas. O jornalista é preso em seguida. Maria Clara Diniz (Malu Mader), a celebridade da trama, termina com sua carreira reerguida e ao lado de Fernando (Marcos Palmeira). A ex-manicure Darlene (Deborah Secco) fica com seu bombeirão, Vladimir (Marcelo Faria). Um grande show de Gilberto Gil encerra o folhetim, mais um grande sucesso de Gilberto Braga.



A Vida da Gente (2011)

Ana (Fernanda Vasconcellos) e Manu (Marjorie Estiano) erraram, mas também acertaram demais! Foram pessoas reais, com dramas reais. E para o fim da novela encontraram um equilíbrio para cuidar de Julia (Jesuela Moro), cada uma ao lado de seu homem ideal. Manuela ficou com Rodrigo (Rafael Cardoso) e Ana com Lúcio (Thiago Lacerda). A lição que o capítulo final deixa vem no discurso de Iná (Nicette Bruno), sempre ela: paixões avassaladoras terminam, o amor muda, famílias acabam e tudo muda... Só o tempo não gira, esse, permanece intacto, e, de acordo com ela, a ele devemos reverência - e um brinde. A Vida da Gente não foi um sucesso retumbante de audiência, mas conquistou a crítica especializada e emocionou demais quem se comprometeu com trama e assistiu ao seu final.



Dancin' Days (1977)

Claro que uma novela embalada em ritmo de dança e boate terminaria da mesma forma! Em uma festa bacanérrima, a inauguração de um clube, as irmãs Júlia (Sônia Braga) e Yolanda (Joana Fomm) protagonizaram cena antológica e emocionante: cheias de mágoas do passado, insultam uma a outra e saem no tapa! Mas o ódio dura pouco, em seguida já estão se abraçando e fazendo mil juras, elas se dão conta de que foram muito bobas e, afinal, são sangue do mesmo sangue. No fim, Júlia recobra o carinho de sua filha, Marisa (Gloria Pires), e do lado de seu grande amor, Cacá (Antonio Fagundes), vive feliz para sempre. Yolanda termina separada. Dancin' Days marcou época por ditar no Brasil a moda das discotecas, termina atingindo a marca de 78 pontos de audiência.

Dancin' Days (1977)

Claro que uma novela embalada em ritmo de dança e boate terminaria da mesma forma! Em uma festa bacanérrima, a inauguração de um clube, as irmãs Júlia (Sônia Braga) e Yolanda (Joana Fomm) protagonizaram cena antológica e emocionante: cheias de mágoas do passado, insultam uma a outra e saem no tapa! Mas o ódio dura pouco, em seguida já estão se abraçando e fazendo mil juras, elas se dão conta de que foram muito bobas e, afinal, são sangue do mesmo sangue. No fim, Júlia recobra o carinho de sua filha, Marisa (Gloria Pires), e do lado de seu grande amor, Cacá (Antonio Fagundes), vive feliz para sempre. Yolanda termina separada. Dancin' Days marcou época por ditar no Brasil a moda das discotecas, termina atingindo a marca de 78 pontos de audiência.


Barriga de Aluguel (1990)

Por ser uma novela das seis, Barriga de Aluguel, escrita por Gloria Perez, tocou em um tema bastante espinhoso e ainda novo: os bebês de proveta. Precisando de dinheiro, Clara (Claudia Abreu) acaba por aceitar alugar seu útero para Ana (Cássia Kiss) e Zeca (Victor Fasano), mas sem querer - e depois pelo fato de ficar estéril -, acaba por sentir amor pela criança que estava sendo gerada, mas biologicamente não era sua filha. Ao nascer, Carlinhos vira alvo de disputa das duas mulheres, quem deveria ficar com ele? Pois é, o Brasil também se dividiu, e em um primeiro momento Clara ganha a guarda da criança, para em seguida perdê-la para Ana. No fim, ambas buscam o entendimento dessa situação, de que, talvez, a criança tenha mesmo duas mães. E o desfecho deixa essa pergunta para o telespectador, já que o último julgamento, não foi mostrado. O primeiro capítulo da novela teve 39 pontos de audiência e o último deu 60, comprovando, assim, o sucesso do folhetim.

Fotos: Globo / Divulgação.

Texto: M de Mulher




Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial