SuperStar: a idéia é boa, mas falta funcionar.

Por | 11:52 Comente




Por uma noite (ou quem sabe várias) troquei o The Voice americano pelo SUper Star, programa que estreou na globo que se propõe a fazer um programa de calouros com  uma coisa mais interativa. Para isso, apostou num aplicativo que foi o protagonista da estreia, por não funcionar. A tecnologia não funcionou corretamente e provocou uma série de críticas nas redes sociais, inclusive de famosos, como Carlinhos de Jesus.

As bandas se apresentam e os telespectadores escolhem sua preferida por um aplicativo de celular, que foi amplamente divulgado durante a semana na programação da emissora. Mas na hora da atração, a tecnologia falhou.O aplicativo travava já ao iniciar e, minutos depois, o recado era "tempo esgotado". Quem conseguiu abrir, demorou tanto que não pode votar na banda preferida pois o período para aquele voto já havia acabado.

Fernanda Lima e André Marques foram bem na apresentação mas os jurados, Ivete Sangalo, Fábio Jr e Dinho Ouro Preto, falavam ao mesmo tempo. Em programa ao vivo, fica difícil mesmo controlar as vozes, mas eles poderiam tentar se organizar ao pegar o microfone. A performance do trio, no entanto, foi divertida e entrosada. Soltinha, Fernanda Paes Leme, que fica nos bastidores entrevistando os concorrentes, mostrou desenvoltura e chegou até a arriscar uma paquera com um dos participantes. "Então, os brutos também amam? Quase me apaixonei por você", brincou, com o vocalista da banda Malta.

Se o aplicativo funcionar e as reclamações diminuírem, a idéia de interatividade é bem legal.



Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!