Brasileiros estão ficando mais saudáveis

Por | 15:30 Comente


Exercício físico no Parque Ibirapuera

O Brasil está se tornando um país de hábitos mais saudáveis. É o que aponta a pesquisa Vigitel 2013, divulgada nesta semana pelo Ministério da Saúde

O levantamento, que entrevistou cerca de 53 mil brasileiros em todas as capitais e no Distrito Federal, apontou que, pela primeira vez em oito anos, a parcela de pessoas com excesso de peso e de obesidade ficou estável no país. 

Desde a primeira edição da pesquisa, em 2006, o número vinha crescendo em média 1,3% ao ano.

Outros números revelados pela pesquisa mostram que o brasileiro está - ainda que a passos lentos - caminhando para uma vida mais saudável. Mais pessoas estão comendo melhor, fazendo mais exercícios e se preocupando mais com a saúde de forma geral.

Veja 5 números que mostram as melhorias nos hábitos dos brasileiros:

1. Obesidade parou de crescer

Apesar do número de brasileiros obesos ter parado de crescer pela primeira vez em oito anos, ainda assim, 50,8% dos brasileiros estão acima do peso.

A situação é mais grave entre os homens: enquanto 47,4% delas estão acima do peso, 54,7% deles está pesando mais do que seria considerado saudável.. 

2. Brasileiros estão fazendo mais exercícios

Nos últimos cinco anos, o número de brasileiros que usam as horas de lazer para praticar atividade física saltou de 30,3%, em 2009, para 33,8%, em 2013. O destaque ficou com os homens: 41,2% deles se exercitam em seu tempo livre. 

3. Também estão comendo melhor

Segundo a Vigitel, o número de pessoas que come pelo menos cinco porções por dia de frutas e hortaliças - quantidade indicada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) - cresceu 18% nos últimos oito anos.

Em 2013, 19,3% dos homens e 27,3% das mulheres disseram comer a quantidade recomendada. 

Por outro lado, há também um dado preocupante: 12,6% dos homens e 19,7% das mulheres costumam trocar diariamente o almoço ou o jantar por lanches pouco saudáveis como pizzas, sanduíches ou salgados. 

4. Quanto mais estudo, menos obesidade

O estudo mostrou que, embora 47,4% das mulheres estejam acima do peso, a escolaridade é um forte fator de proteção para elas. Quanto mais anos de estudo, menos obesidade.

Enquanto a taxa de excesso de peso é de 58,3% entre as mulheres com até oito anos de estudo, entre aquelas com no mínimo 12 anos de escolaridade, o número cai para 36,6%. 

5. Menos fumantes e menos cigarros

Desde 2006, o número de brasileiros com mais de 18 anos que fuma caiu 28%. Em 2013, apenas 11,3% da população entrevistada declarou ser fumante.

Além disso, caiu de 4,6% para 3,4% o percentual de pessoas que fumam mais de 20 cigarros por dia.

6. Mais mamografia

A pesquisa perguntou ainda sobre os cuidados para a prevenção de doenças. Em 2013, 78% das mulheres entre 50 e 69 anos afirmaram ter realizado o exame de mamografia - crescimento de 9,7% em relação à 2006.

Além disso, 82,9% das mulheres entre 25 e 64 anos disseram ter feito o exame "papanicolau" no mesmo período, mostrando que a população feminina está mais atenta nos cuidados com sua saúde.



Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!