Dia do idosos: fortalecimento do corpo evita quedas e fraturas

Por | 10:06 Comente



Hidroginástica é uma forma de fortalecer o organismo e evitar quedas entre idosos, pois são a principal causa de morte acidental na terceira idade
A prevenção é sempre o melhor caminho, independente da faixa etária. Por isso, no Dia Mundial do Idoso, comemorado no dia 1º de outubro, são reforçados os alertas sobre a importância em prevenir a ocorrência de quedas em pessoas idosas, com dicas que ajudam a evitar esse tipo de acidente dentro de casa.

É bom saber que o processo de envelhecimento vivido pelo Brasil, associado às falhas na assistência e a falta de prevenção de quedas em idosos, faz com que o país enfrente hoje uma verdadeira "epidemia" das chamadas fraturas de fragilidade, associadas à osteoporose e outras doenças ósseas.

Como o envelhecimento é um processo natural enfrentado por todos os seres vivos, a forma como ele atinge cada pessoa é que diferencia a relação do indivíduo com a terceira idade. Após os 60 anos, o organismo começa a sofrer modificações fisiológicas que contribuem para a diminuição da força, amplitude de movimentos e flexibilidade e para o aparecimento de outros problemas.

Para melhorar a qualidade de vida na terceira idade, fortalecendo a musculatura, melhorando o condicionamento físico e o equilíbrio e assim evitando quedas, a hidroterapia é uma ótima aliada.

A atividade é realizada em piscina aquecida, em ambiente seguro, aconchegante e com acompanhamento personalizado do fisioterapeuta. Além da sensação de redução do peso corporal, a imersão em água morna provoca efeitos físicos que facilitam o relaxamento muscular, a redução da sensibilidade à dor e a diminuição dos espasmos musculares. Com isso, induzimos uma melhora da circulação periférica, da consciência corporal, do equilíbrio e da autoconfiança dos pacientes. Além de melhorar o condicionamento físico, fortalece a musculatura, o que ajuda a proteger os ossos.

A modalidade vem sendo utilizada como uma forma segura e confortável de manter a atividade física dos idosos, ao mesmo tempo em que trata patologias associadas ao envelhecimento, como osteoporose, artrose, fraturas, obesidade, depressão, insônia, Parkinson, entre outras, melhorando significativamente sua qualidade de vida.

O fortalecimento muscular, a liberdade de movimento, a recuperação da flexibilidade e da agilidade conquistadas com a hidroterapia resgatam a autoconfiança e a alegria de viver dos idosos, de forma rápida e segura, motivando cada um deles a vencer suas limitações físicas.

A hidroterapia pode, inclusive, retardar alguns dos processos degenerativos do envelhecimento, pois melhora a eficiência geral do organismo, fazendo com que o cérebro trabalhe mais para interpretar os novos estímulos vindos da água.

Na piscina terapêutica, um grande número de articulações é estimulado ao mesmo tempo, favorecendo sua lubrificação, com consequente aumento da mobilidade. Além disso, ainda há melhoria no padrão do sono, no funcionamento do sistema digestivo, na redução do colesterol, na perda de gordura corporal e no metabolismo.  


Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!