Minhas duas cachorrinhas se foram!

Por | 17:30 Comente



Ainda é difícil escrever sobre, mas a cinomose é uma doença maldita. E 'eu' fui premiada com ela duas vezes. As duas filhas da minha cachorra morreram com essa doença e trouxe muita tristeza para minha casa.  Quando a gente levou a 'Pretinha' ao veterinário e ele deu o diagnóstico, mesmo sabendo que a cura era difícil, tentamos até o fim. Os sintomas apareceram primeiro na 'Pretinha' e quatro dias depois apareceram na 'Branquinha'.

Uma das definições que o Wikipedia dá sobre essa doença é que é uma infecção viral aguda caracterizada por febre bifásica, secreções nasal e ocular, indisposição, anorexia, depressão, vômito, diarreia, desidratação, leucopenia, dificuldades respiratórias, hiperceratose do focinho e dos coxins plantares, mioclonia e sintomatologia neurológica.

Na 'Pretinha', os sintomas dermatológicos apareceram e tratamos como se fosse uma dermatite. Ela tomava antiinflamatório e antibiótico.Porém, nem deu uma semana e ela começou a apresentar convulsões. O veterinário diagnosticou como Cinomose. Separamos as duas irmãs cachorrinhas mas já era tarde demais: quatro dias depois, a 'Branquinha' começou a ter os sintomas, mais brandos que a outra.

O esforço para salvar as duas foi enorme. Além do lado financeiro, já que todos os remédios eram dados em dobro porque eram duas cachorrinhas, o desgaste emocional foi imenso porque eu tinha, por ser otimista, a esperança da cura das duas.


A 'Pretinha' se foi um dia antes de voltar ao veterinário, no nono dia que começou a tomar a Ribavirina com outros remédios neurológicos. Depois de ter uma boa melhora e voltar a andar, quando a esperança tinha aumentado bastante.


A 'Branquinha' se foi nove dias depois que a 'Pretinha'. Ela já não se alimentava e tínhamos que dar vitaminas e alimentação líquida através da seringa. Se foi, exatmente, no dia do meu aniversário.

Nós tentamos de tudo, mas não conseguimos salvá-las. A mãe, que ficou sozinha, está bem triste. Sempre que vou pegar a comida dela que fica no lado de onde as filhinhas ficaram, ela me acompanha, dá uma cheiradinha na porta e volta, com a cabeça baixa.

A forma de prevenir essa doença maldita é a vacinação, Por isso, fica a importância de, ao recolher um animal na rua, antes de colocar num abrigo ou doar para alguém, vacine-o. Se não, você pode estar piorando um problema achando que está melhorando.

As meninas eram a alegria da casa e traziam um sorriso ao meu pai. Sorriso esse que se transformou em lágrimas e lamentação depois que elas se foram. os fins de tarde no corredor, aonde brincávamos com elas, ficaram mais tristes, minhas roupas não são mais rasgadas e as meias não estão mais no meio da casa. Eu também não tenho mais a entortadinha de pescoço que a 'Pretinha' dava como se quisesse falar 'WTF' quando tinha medo de alguma coisa.

A gente vai superar, mas é muito triste. Elas eram filhas da Raica, que foi adotada num Lar de Animais e deu uma escapulida na rua quando estava no cio. Como a Cinomose é uma doença contagiosa, é preciso cuidado antes de colocar outro filhote para estar no mesmo ambiente das outras duas.

Fica a saudade das risadas dadas e dos momentos fofos. Elas são inesquecíveis!


Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!