A banalização do sofrimento alheio

Por | 11:44 Comente


 
Acho que o grande assunto, pelo menos desse domingo foi o avião que fez um pouso forçado com os apresentadores de televisão Angélica e Luciano Huck. Além deles, estavam na aeronave os três filhos, duas babás, o piloto e o co-piloto.

Um dos motores parou de funcionar, obrigando-o a fazer um pouso de emergência. O avião pousou de barriga, sem baixar trem de pouso.



Além do susto e a perícia do piloto que salvou a vida de todos no avião, a inacreditável foto da Angélica numa maca de hospital, sendo socorrida, me chamou a atenção. Por estar em ambiente interno do hospital, a imagem não parece ter sido feita por nenhum repórter fotográfico, que, teoricamente teria compromisso com a notícia (principal alegação de quem tira essas fotos a qualquer custo).

A imagem, muito provavelmente, foi feita por um profissional do hospital, que deveria estar prestando o socorro necessário não só a apresentadora como a qualquer outro paciente que chegasse a unidade de saúde.  Há também vídeo de um bombeiro que socorreu o avião, esse inclusive mostrando a cara.

A foto, presente na maioria dos meios de comunicação me fez pensar que merda estarmos refém de pessoas que sempre vão querer tirar proveito da situação difícil de outra pessoa, do sofrimento alheio. Nesse caso foi uma famosa. Na semana passada, foi o ciclista ensanguentado no chão da Lagoa Rodrigo de Freitas. E por aí, com vários exemplos diários que podemos apontar.

Essa banalização do sofrimento alheio é apenas uma das coisas que temos que lidar no nosso cotidiano. Mas confesso que me chama atenção, principalmente quando eu penso na família da vítima fotografa.

Até a próxima.




Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!