Saiba mais sobre o aconselhamento genético

Por | 09:54 Comente



http://www.dermagenetica.com.br/Arquivos/7/001.jpg

Cada vez tem mais gente falando sobre aconselhamento genético.

O aconselhamento genético ajuda a prevenir e combater doenças que já surgiram na família e que talvez a pessoa tenha mais chance de desenvolver. É importante o médico saber se existem casos de câncer, problemas no coração, hipertensão na família, já que algumas doenças são hereditárias. Com as informações, o profissional monta um mapa da família, com todas as doenças. Depois disso, são feitos exames, caso necessário.

A herança genética nunca é a única causa do câncer, ela corresponde a 10% dos casos. Muitas vezes, outros fatores podem interagir com o fator genético, como o ambiente, os alimentos, medicamentos e o estilo de vida. Quem fuma e bebe, por exemplo, tem mais chance de desenvolver câncer.

O aconselhamento genético possui algumas etapas. Primeiramente, o paciente ou o casal será submetido a uma série de perguntas a fim de averiguar os reais riscos de alguma doença genética e/ou hereditária. Essas perguntas serão fundamentais para se conhecer o histórico familiar de cada um. Normalmente é uma fase muito demorada, pois uma grande quantidade de informação deve ser colhida. Após esse momento, serão realizados exames físicos. Por fim, serão feitos alguns exames complementares, como o de cariótipo.

Após o diagnóstico, iniciam-se os esclarecimentos sobre as probabilidades e como deverá ser feita a prevenção, quando possível. O casal e/ou o portador deve estar ciente de todos os riscos e consequências, por isso a necessidade do acompanhamento por profissionais competentes. O principal ponto é mostrar ao paciente como será sua vida a partir desse momento, pois uma doença genética gera riscos e limitações psicológicas e até mesmo econômicas.

A realização de exames que permitem verificar a presença ou não de um gene defeituoso é uma questão bastante complicada. O diagnóstico precoce pode ser de fundamental importância em certas doenças, entretanto, algumas ainda permanecem sem cura e, por isso, algumas pessoas optam por não realizarem esse tipo de exame.

Outro ponto bastante difícil diz respeito ao diagnóstico de doenças no bebê ainda durante a gestação. Em alguns casos, o diagnóstico pode ser muito doloroso e traumático. Afinal, muitas vezes, o melhor é interromper a gestação, decisão extremamente difícil.  Por isso, a melhor opção é realizar um aconselhamento antes mesmo de uma gestação. Em casos de aborto de repetição e infertilidade, também é fundamental o aconselhamento.

Normalmente o aconselhamento genético é indicado para pessoas com histórico de câncer ou doenças degenerativas em parentes próximos. Para quem pretende ter filhos, é indicado para casais com idade avançada, portadores de alguma doença genética ou com filhos que possuem malformações e/ou anomalias.  Também é importante que casais que apresentam laços familiares, como primos, realizem exames.

Em virtude da complexidade de um acompanhamento genético, é necessária a atuação de uma equipe multiprofissional, com conhecimento em genética médica. Além disso, acompanhamento psicológico é fundamental.




Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!