Roupa intima: 8 erros que prejudicam a saúde

Por | 09:16 Comente


Num artigo especial publicado no Huffington Post, o site GrandParents, da Associação de Avós Norte-americanos, fez uma lista com os oito erros que cometemos no que diz respeito à escolha da roupa intima e a forma como a usamos e que podem prejudicar a nossa saúde.

Erro 1. Usar roupa intima muito apertada: Além de ficar mal, roupas intimas  muito justas podem provar irritações na pele e nos orgãos genitais.

Erro 2. O formato:  Pode provocar problemas na circulação sanguínea.

Erro 3. Tecidos sintéticos e seda: No que toca ao material, os especialistas explicam que pode escolher o tecido que quiser, desde que a zona genital esteja coberta por algodão, para que possa respirar. Mas se tem pele sensível, é melhor pôr de lado os tecidos sintéticos e a seda, uma vez que são os que menos deixam a pele respirar e potenciam a propagação de bactérias.

Erro 4. Fio dental: Se costuma ter irritações e infecções vaginais, não use do tipo fio dental. São um excelente meio de transporte para as bactérias – de trás para a frente e vice-versa. Mas, se nunca teve problemas e se sente confortável com fio dental ou tanga, continue a usá-las.

Erro 5. Usar roupa intima a noite: É uma questão de gosto, mas a verdade é que se não usarmos roupa intima durante a noite, o corpo consegue 'respirar' melhor.

Erro 6. Não usar  durante o dia: O princípio da noite não se aplica ao dia. As calças ficam demasiado próximas da área genital, o que pode causar irritações. Já no caso das saias e vestidos, ao não usar roupa interior, a umidade genital não é absorvida, podendo provocar irritações na pele.

Erro 7. Roupa íntima suada: Os homens e as mulheres que têm tendência para transpirar muito devem mudar de roupa intima pelo menos duas vezes por dia, aconselham os especialistas. Isto porque o calor e a umidade são o ambiente perfeito para a multiplicação de bactérias.

Erro 8. Usar um produto qualquer: O produto para lavar a roupa é uma das principais causas das irritações na zona genital, aponta o mesmo artigo. A pele com que as suas roupas intimas entram em contato é muito mais sensível do que o resto do seu corpo. Por isso recomenda-se a utilização de produto hipoalérgico.



Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!