Como superar a crise da Síndrome do Pânico

Por | 14:50 Comente



10 Formas De Superar Sua Síndrome Do PânicoQuem nunca passou por um ataque de pânico ou ataque de ansiedade simplesmente não vai entender.

O medo constante de mais um ataque de pânico, o medo de morrer, as dores no peito, a perda de fôlego, a dormência e formigamento, a sensação de que nunca vai passar, a frustração diária: isso literalmente destrói sua vida.

Você não consegue trabalhar, você não consegue conversar com ninguém (ninguém vai entender) e você não consegue funcionar direito.

Se você sofre com essa situação terrível, é importante se convencer de que há esperança. Existem muitas formas de superar a síndrome do pânico e não deixe ninguém dizer a você que isso não é possível.

Para quem toma remédio para tudo, esse texto não vai ajudar muito. Remédios para síndrome do pânico geralmente só escondem os sintomas e não faz nada para curar de fato esse transtorno terrível.

Remédios para síndrome do pânico fazem duas coisas: a primeira é causar efeitos colaterais horríveis, muitas vezes piores do que a própria síndrome do pânico, ao mesmo tempo que pode danificar seu fígado (sem contar o quanto eles causam dependência).

A segunda coisa que eles fazem é deixar as grandes empresas farmacêuticas mais ricas todos os dias, com o seu dinheiro.

Aqui Vão As 10 Formas Naturais De Superar Sua Síndrome Do Pânico:
  1. Ervas

Um número considerável de estudos já confirmou que a camomila, a arva-de-são-joão e a raiz valeriana podem reduzir significativamente os sintomas da síndrome do pânico. Essas ervas são mais eficazes em casos mais leves de pânico e não vão ajudar muito em casos mais graves de síndrome do pânico.

O chá de camomila é especialmente recomendado se o seu pânico está atrapalhando seu sono, por causa do seu efeito sedativo.

Se você está tomando qualquer outra medicação, verifique se é seguro tomar os dois antes de começar.

  1. Suplementos

Pesquisas têm mostrado que o magnésio é necessário para dissipar os efeitos do estresse traumático que pode ocorrer a partir de episódios intensos de medo e pânico.

O magnésio também ajuda a desfazer a condição mental que contribui para um ataque de pânico, ajudando a criar novos padrões de reações cerebrais não influenciadas pelo medo ou pela ansiedade.

Se você puder, faça um exame de sangue para ver se você tem deficiência de magnésio. Se tiver, considere tomar um suplemento natural de magnésio. Você pode se surpreender pelos resultados.

Ômega 3 também descobriu-se ser eficiente na redução do estresse e pânico em cerca de 20%. Lembre-se sempre de tomar uma quantidade adequada de Ômega 3 todos os dias, através do salmão e outros peixes ou tomando um suplemento orgânico de óleo de peixe.

Isso também reduz algumas informações sistêmicas e deixa as conexões neurais do seu cérebro mais resilientes.

Gaba como suplemento tem a função de acalmar os nervos em nosso sistema nervoso central. Altos níveis de estresse ao longo do tempo podem interferir na produção desse neurotransmissor, e se você não ter gaba o suficiente, você pode contrair comportamento maníaco, alcoolismo e ansiedade extrema, que consequentemente contribui para síndrome do pânico.

Outros sintomas de deficiência de gaba incluem dores de cabeça, palpitações e baixa libido. Você pode considerar tomar de 500 a 1000 mg por dia de suplemento de gaba, ou comer mais alimentos que aumenta a sua produção: castanhas, bananas, brócolis e espinafre, chá verde e frutas cítricas.

  1. Dieta Contra Síndrome do pânico

A síndrome do pânico sempre foi considerada ser um transtorno mental, certo?

Errado. Novas pesquisas descobriram que depressão e transtorno do pânico na verdade podem originar se no intestino.

Por isso que muitas pessoas sofrem de síndrome do intestino irritável, Síndrome do pânico e transtorno da ansiedade ao mesmo tempo.

Uma dieta saudável vai definitivamente, e eu repito, definitivamente, ajudar você imensamente a superar seu problema de síndrome do pânico.

Todos nós sabemos o que é uma dieta saudável, então não tem desculpas. Diminua o açúcar, gordura, carne e derivados do leite o máximo que você puder, coma mais legumes e frutas.

  1. Elimine alimentos que disparam um ataque de pânico

Muitas pessoas relatam que a cafeína é um grande causador de ataques de pânico. Outros dizem ser a glutamina. Você pode ter uma sensibilidade ou alergia a determinados alimentos, o que pode causar ou piorar seus ataques de pânico.

Uma boa forma de descobrir é anotar todos os dias tudo o que você come.

Escreva um diário e faça uma lista de todos os alimentos que você come todo dia e procure por alguma ligação entre sua dieta e sua síndrome do pânico. Se descobrir, elimine esse determinado alimento e veja o que acontece. Às vezes é uma solução simples para um grande problema.

  1. Terapias de relaxamento

Massagem, Yoga e meditação são todas práticas de relaxamento, além de serem muito divertidas. Se você puder fazer uma massagem relaxante uma ou duas vezes na semana, vai ser bom para você e muito bom para sua síndrome do pânico crônica. Yoga e meditação funcionam muito bem também. Se tiver tempo para essas práticas, você vai aumentar suas chances de ficar longe da síndrome do pânico.

Todas essas terapias elevam os níveis dos hormônios do bem estar, como a serotonina. Elas também trazem benefícios incríveis para sua saúde em geral, o que pode ajudar seu corpo a lidar com eventos estressantes, prevenindo assim o desenvolvimento de uma síndrome do pânico.

  1. Exercícios físicos

Você tem que exercitar seu coração todos os dias. Lembre seu coração que ele está vivo e ele retribuirá instantaneamente. Muitos estudos comprovam que exercitar-se regularmente (a caminhada do quarto para a cozinha não conta) é um excelente tratamento natural para a síndrome do pânico.

Exercícios físicos reduzem os hormônios do estresse e aumentam os hormônios do bem-estar mencionados acima. Tente pelo menos andar o mais rápido que puder por meia hora todo dia. Você não vai acreditar o quanto que você vai se sentir bem (sem contar no quanto você vai ficar saudável).

  1. Preste atenção no pânico relacionado ao trabalho

Milhões de brasileiros sofrem com ansiedade extrema porque eles odeiam seus empregos ou simplesmente trabalham demais (mais do que 48 horas por semana). Se você não tiver ideia do que está causando sua ansiedade e síndrome do pânico, é hora de se perguntar se você trabalha demais ou se você simplesmente odeia seu emprego.

Eu sei que algumas pessoas vão dizer que estamos passando por momentos difíceis e é difícil de substituir um emprego, mas se ele está causando síndrome do pânico e está arruinando sua vida, não é hora de procurar outra coisa?

Pense nessa dica antes de dispensá-la. Fechar uma porta pode ser assustador, mas abrir outra porta para uma nova aventura, para uma chance de ter uma vida mais feliz, com certeza fará você eliminar sua síndrome do pânico causada pelo trabalho.

  1. Coloque um limite no tempo que você gasta no Facebook

Não tem problema usar o Facebook ocasionalmente, para manter contato com seus amigos e família.

Porém, quando o Facebook se torna "um vicio" (quem é viciado sabe como é), fica difícil notar o quanto esse site promove sentimentos de solidão, baixa autoestima, ciúme, inveja, insegurança e sentimentos de inadequação… Tudo isso causa ansiedade e consequentemente síndrome do pânico.

Limitar seu tempo no Facebook é uma das melhores coisas que você pode fazer para sua saúde mental em geral.

  1. Respire

Existem exercícios e técnicas específicas de respiração que ajudam bastante quando você se sentir ansioso ou ansiosa, e praticar estas técnicas de respiração todos os dias podem de fato diminuir os sintomas.

  1. Técnicas de comportamento cognitivo

É altamente recomendável sessões de terapia comportamental. Existem técnicas que você pode praticar em casa ou em qualquer lugar que você precisar, que são muito eficazes.

A primeira coisa que você tem que entender é que emoções são como ondas. Elas vem e vão, mas elas não ficam para sempre. Toda emoção que você tem, até mesmo o aterrorizante medo de morrer, é temporária. Isso é uma coisa que você esquece quando está no meio de um ataque de pânico.

Ter isso em mente quando um ataque de pânico começar vai ajudar você a relaxar e reduzir a intensidade do ataque de pânico.

Fonte



Comente:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

1) Você é responsável pelo que comenta
2) Seu IP foi registrado. Procure saber o que significa.
3) Comente sempre!